BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

22/11/2009

UI Costa da Caparica

A costa da Caparica cada vez esta mais parecido seja com Miami ou Rio de Janeiro,praia,sol e bastante criminalidade e para tentarem controlar esse aumento da criminalidade reforçou-se o patrolhamento da zona com uma Unidade Intervenção da GNR habituadas a restablecerem a segurança as pessoas nas missões em Timor Leste e Iraque.Tardou mas chegou uma medida acertada.Deviam agora era adoptar esta medida a todo o País ou colocarem mais policias na rua tirando-os da secretaria onde ficam a ganhar bolor a preencher papelada e a desenvolverem depressões,porque se fizerem so na Costa da Caparica não irão resolver o Problema so o mudam de sitio,porque quem comete os crimes ali ao ver que ja não dá vão cometer no sitio mais ao lado.
Podiam ja agora era mudar a lei,fazerem como nos estados Unidos


EUA: Perpétua por causar ataque cardíaco fatal a idosa
Um homem de 21 anos vai passar o resto da vida na cadeia por ter provocado um ataque cardíaco fatal a uma mulher de 79 anos em Setembro de 2008, enquanto tentava fugir da polícia de Gastonia, na Carolina do Norte (EUA).


Larry Whitfield procurava esconder-se na sequência de um assalto a um banco que correu mal quando conseguiu entrar na casa de Mary Parnell.

A idosa sofreu um ataque cardíaco ao vê-lo e o assaltante deixou-a morrer sem prestar auxílio, o que acarretou automaticamente uma sentença de prisão perpétua, muito embora tenha sido considerado inocente pelo juiz numa acusação de homicídio. Ficou provado que o jovem nem lhe chegou a tocar.

'Ele cometeu este crime com extrema indiferença. A minha sogra teve um ataque de coração à sua frente e ele não teve a decência de chamar uma ambulância. Só se preocupou consigo próprio e pode agora passar o resto da vida a pensar sobre isso na cadeia', disse a uma televisão da Carolina do Norte o genro da vítima.

O corpo de Mary Purnell só foi encontrado quatro horas depois do ataque cardíaco fatal, quando o seu marido chegou a casa.





GNR: Vaga de crimes leva comando de setúbal a pedir reforço
Unidade especial patrulha Caparica

"Estamos aqui para dar segurança às pessoas. A experiência que trazemos, nomeadamente das missões em Timor-Leste, é fundamental para isso.” O capitão Marco Cruz, porta-voz da Unidade de Intervenção (UI) da GNR, apresentou assim a missão desta unidade na Costa de Caparica, Almada, onde, desde dia 5 deste mês, um grupo de militares com experiência de missões em Timor-Leste, ou no Iraque, tenta conter a vaga de crime que tem tomado conta daquela zona balnear.


Oficialmente, no entanto, o comando--geral da GNR desmente que as estatísticas do crime tenham subido na Costa de Caparica.

“Assumimos o patrulhamento desta zona em Fevereiro deste ano. Desde então os principais indicadores de crime têm baixado, mas a insegurança das pessoas aumentou”, disse ao CM o tenente-coronel Costa Lima, porta--voz da GNR.

O último Verão, no entanto, serviu para, pelo menos, alarmar os habitantes da Caparica. Em Junho, três homens foram presos por dez assaltos violentos a namorados. No mês seguinte, o CM denunciou uma vaga de furtos a automóveis. Em Setembro, alguns bares da praia foram assaltados.

O comando territorial de Setúbal da GNR, que superintende o policiamento na Costa de Caparica, analisou estas ocorrências. Face ao escasso efectivo do posto local (33 militares), foi decidido solicitar ao comando-geral o reforço do patrulhamento. Assim, desde 5 de Novembro que um pelotão do Grupo de Intervenção e Ordem Pública trabalha, em conjunto com o comando do posto da Caparica, no reforço do patrulhamento da zona.

“Há um planeamento do patrulhamento apeado e automóvel que fazemos. Junto às praias, nas zonas comerciais e durante os períodos nocturnos procuramos sempre manter pessoal na rua”, explicou o capitão Marco Cruz.

Para já, não há ainda data para o fim desta missão. “As pessoas dizem sentir-se seguras. É o que interessa”, referiu o oficial.

PORMENORES

ORDEM DE CIMA

Coube ao comandante-geral da GNR, tenente-general Nélson Santos, a ordem que fez mobilizar para a Costa de Caparica um pelotão de militares do Grupo de Intervenção e Ordem Pública da Unidade de Intervenção da GNR.

POSTO COM 33 GUARDAS

A GNR assumiu da PSP, em Fevereiro deste ano, o patrulhamento da Costa de Caparica. O posto territorial conta com um efectivo de 33 militares.

"ALGUNS DONOS DORMIAM NOS BARES"

Francisco Ribeiro tem 53 anos e é funcionário do restaurante-bar Paraíso, um dos que surgiu junto às praias da Costa de Caparica durante as obras do Programa Polis.

Diz que a presença da Unidade de Intervenção da GNR era "necessária". Exemplo disso são, garante, "o desaparecimento dos furtos em estabelecimentos comerciais desde o início de Novembro".

"Houve pessoas, comerciantes, que dormiram nos seus bares quando houve mais furtos", referiu. Durante o Verão, a vaga de furtos a estabelecimentos comerciais deixou os comerciantes assustados. Após partirem os vidros dos estabelecimentos, os assaltantes apoderavam-se de dinheiro e tabaco.

Sem comentários:

Publicar um comentário