BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

09/12/2009

Uganda lança pena de morte para Gays.

No Uganda cada vez andam mais empenhados em resolver os problemas do Planeta começando pelos do seu País , e numa nova legislação que se encontra em estudo pretendem condenar á morte os Gays assim como os amigos e familiares tambem podem ser condenados ate 7 anos de prisão e os proprietarios de imoveis podem ser presos caso aluguem casas a Gays.Estas medidas foram apresentadas apos a visita de líderes conservadores norte-americanos onde apresentaram terapias para converter os gays em heterossexuais. Uma lei castradora dos direitos humanos que promove o Odio e a xenofobia mas que caso seja aprovada ira ter resultados a nivel de futuro ja que muitos Gays vão preferir fazer passar-se por Heteros so para não serem mortos,de facto uma boa terapia para converter gays em Heterossexuais.Isto em pleno ano 2010 ainda ha muita gente que vive com mentalidade tacanha e na caça ás bruxas.

Uganda quer condenar gays à morte

A vida dos homossexuais no Uganda está seriamente ameaçada com a preparação de uma nova legislação que prevê a pena de morte. A família e os amigos podem ser condenados até sete anos de prisão se não denunciarem às autoridades os casos e até os proprietários de imóveis podem ser presos se alugarem casas a gays.


Os activistas pelos direitos dos homossexuais já vieram condenar a legislação, que têm merecido a contestação internacional, considerando que promove o ódio e é um entrave ao combate contra a sida no país. Para os activistas, trata-se ainda de uma reacção de um movimento retrógrado ao crescimento de visibilidade dos homossexuais no continente africano.

As medidas foram apresentadas depois de um grupo de líderes conservadores norte-americanos terem visitado o país, onde apresentaram terapias para converter os gays em heterossexuais. Ainda assim, dentro deste grupo de católicos há críticos da nova legislação.

As novas regras têm ainda de ser debatidas e votadas, mas os activistas gays acreditam que as novas regras vão ser aprovadas

Sem comentários:

Publicar um comentário