BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

09/09/2009

José Sócrates almoçou com Moniz


Isto agora ate as eleições vai ser noticias reveladoras todos os dias .Ao que parece andou o socrates a almoçar com o Moniz , para combinarem uma troca de favores, o Moniz avançava com o tvi24 e o Socrates ficava com controle sobre o noticiario que passava na Tvi(Digo eu, e não me devo enganar por pouco).Zangam-se as comadres descobrem-se as verdades.


Em Junho de 2007, José Sócrates convidou José Eduardo Moniz, na altura director-geral da TVI, para um almoço na residência oficial do primeiro-ministro. O intermediário do encontro foi Pina Moura, o seu camarada de partido que apenas um mês antes tinha sido nomeado para a administração da Media Capital, um império espanhol de comunicação com fortes ligações ao governo socialista, liderado por José Luis Zapatero, e que comprara o grupo português.
José Sócrates (que no passado dia 5, num debate televisivo com Jerónimo de Sousa, garantiu que nos últimos quatro anos e meio esteve apenas uma vez, no início de 2005, com representantes da Prisa e que nem sabe quem compõe a administração da Prisa ou da Media Capital) vivia tempos difíceis. Dois meses antes, no fim de Abril de 2007, tinha rebentado publicamente o escândalo sobre a sua licenciatura.
O caso incomodava o primeiro-ministro, que tinha de fazer contenção de danos. José Eduardo Moniz, por seu lado, estava preocupado com o facto de o processo de atribuição da licença para avançar com o canal informativo por cabo TVI 24 nunca mais avançar. Segundo fontes de São Bento, o almoço durou duas horas. Contactado por escrito pela SÁBADO, o primeiro-ministro não respondeu a qualquer pergunta sobre esse almoço.Esta terá sido a primeira das duas vezes em que José Sócrates falou com José Eduardo Moniz. A outra ocorreu por telefone e a iniciativa, segundo fontes próximas da administração da TVI, foi do chefe do governo. Agastado com o facto de Sócrates telefonar directamente para alguns jornalistas da estação, o director-geral (que também liderava a informação) fez chegar ao chefe do Executivo o seu incómodo, de acordo com fontes da TVI. O primeiro-ministro não demorou a reagir: ligou para o telemóvel de Moniz e explicou-lhe que em nenhum instante tentara condicionar qualquer dos repórteres da estação.
Desde então, a qualquer acusação de controlo, José Sócrates tem reagido da mesma forma: negar total e incondicionalmente. A última vez que teve de o fazer foi no final da semana passada, quando a Prisa decidiu acabar com o Jornal Nacional da TVI à 6ª, apresentado pela jornalista Manuela Moura Guedes, mulher de José Eduardo Moniz, abrindo uma guerra de consequências ainda imprevisíveis.

Sem comentários:

Publicar um comentário