BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

28/10/2009

Welcome to Texasville



Mais uma medida de justiça onde se ve bem o estado que o País chegou.

Cascais: Liberdade para ladrão
O tribunal mandou ontem em liberdade um homem de 26 anos detido pela PJ de Lisboa por – na companhia de um outro anteriormente detido – assaltar casais de namorados em locais ermos de Cascais. Usavam armas de fogo e num dos ataques chegaram mesmo a molestar sexualmente uma das vítimas.

Então agora ja se pode molestar e assaltar com armas de fogo que se vai solto, ate me admira de não haver mais crime com a lei assim parece o texas ou pior, a selva.Enquanto isso o estado vai distribuindo subsidios de Rendimento Social de Inserção sem que haja qualquer controlo.Como diz o Paulo Portas mais uns milhares de preguiçosos,malandros e ociosos a entrarem no sistema.
Mais 15,3% recebem Rendimento Social de Inserção
Os número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) aumentou 15,3 por cento nos primeiros nove meses do ano, face a igual período de 2008.


De acordo com os dados da Segurança Social, no final de Setembro existiam 148.377 famílias a receber o RSI, mais 22.856 do que no mesmo mês de 2008.

A prestação média paga a cada família é de 242,25 euros e cada beneficiário recebe em norma 93,09 euros. Os dados da Segurança Social indicam que cerca de 40 por cento das famílias (60.898) não recebem qualquer tipo de rendimento e também cerca de 40 por cento dos beneficiários (144.504) têm menos de 18 anos.

Só o distrito do Porto apresenta sozinho mais beneficiários (126.958) do que Lisboa (63.845) e Setúbal (24.848), a segunda e terceira região onde esta prestação social tem maior incidência
Na minha aldeia, há quem se separe, mas vivem juntos, para receberem o RIS. E trabalham, sem recibo.Não há fiscalizaçãoNa Lisboa

Sem comentários:

Publicar um comentário