BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

06/11/2009

"Rua Sésamo" faz 40 anos



Quem não se lembra de ouvir a musica da rua sesamo e ir para casa a correr para ver o becas ,o egas ,o ferrão ,o Poupas, enquanto comia uma sandes de fiambre á frente da tv ?
Uma serie bastante educativa que juntava o bom humor com lições de todo o genero.

Entretanto ja se passaram 20 anos e hoje em dia damos nos sandes para os miudos verem o Ruca,são fases , e para tras ficam as memorias mas recordar é viver por isso recordemos.

"Rua Sésamo" faz 40 anos e apareceu em Portugal há 20

Num dia como hoje, as crianças portugueses conheceram o pássaro amarelo e a jovem Guiomar, interpretada por Alexandra Lencastre. É o programa infantil mais antigo dos EUA. E continua. Os 40 anos do programa infantil "Rua Sésamo" vão ser assinalados com "Poupas" e circunstância nos EUA na terça feira, com o início de uma nova temporada e Michelle Obama como convidada especial. Em Portugal, faz hoje 20 anos. A RTP deixou a coprodução do formato, mas as personagens - Poupas, Ferrão, Guiomar, André, Egas e Becas, Monstro da Bolachas ou Gualter - resistem. Não se esquecem assim 440 episódios, repartidos por duas temporadas de 130 capítulos e mais duas com 90, repetidas três vezes. Se "Rua Sésamo" tem um pai é o realizador Fernando Lopes. Era director do departamento internacional da RTP, em 1989, e foi dele que partiu a ideia de adaptar o programa. A mãe seria Maria Emília Brederode Santos, directora pedagógica e responsável pelo currículo do programa. Parte dos conteúdos vinha dos Estados Unidos, do canal PBS (Public Broadcasting Service), mas muitas animações, documentários e tudo o que era gravado em estúdio foi escrito e produzido em Portugal ou nos países africanos de língua portuguesa. "Rua Sésamo" passou até meados dos anos 90 e foi posta de lado porque "fica mais barato produzir cá", justifica Teresa Paixão, chefe do departamento de programação infantil do canal público, guionista na primeira série. E mais, "todos os países têm a tentação de fazer a sua própria "Rua Sésamo", confessa. "Jardim da Celeste" e "Ilha das Cores" são a prova
.

Sem comentários:

Publicar um comentário