BEM VINDO! Aviso á tripulação! Aqui inicia-se mais um blog neste oceano tão vasto que é a Blogoesfera.Aqui irão ser trazidos e comentados varios assuntos que acho que sejam de salientar. Sintam-se á vontade para participar ,falem bem ou falem mal mas falem Então apertem os cintos.Vai-se iniciar a viagem. .

16/12/2009

Governo vai aprovar casamento homossexual



O Governo de Socrates anda de facto empenhado em resolver as suas promessas eleitorais e os problemas do País.Se por um lado a sua promessa de mais emprego saiu falhada por outro ira agora cumprir e aprovar o casamento Homosexual.Quanto as restantes promessas eleitorais menos importantes como a saude ,educação terão que esperar ainda mais uns anos ate serem resolvidos ja que não se pode resolver tudo de uma vez.Ao mesmo tempo Espanha recebe o 1º refugiado gay que se viu forçado a fugir do Irão pelo que o proprio explica “Um gay no Irão só pode estar se estiver morto”.Assim certos Países continuam a fazer uma limpeza despachando a bem ou a mal para outros Países os elementos que a eles não lhes interessa.



Governo vai aprovar casamento homossexual

O Governo vai aprovar amanhã a lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas deixa de fora a possibilidade dos novos casais poderem adoptar.


A proposta vai ser aprovada em reunião do Conselho de Ministros, o último do ano, cumprindo assim uma promessa eleitoral de José Sócrates e uma medida inscrita no programa do PS para as eleições legislativas de Setembro. A lei segue depois para a Assembleia da República, onde será debatida ainda antes do Orçamento de Estado para 2010.

De fora da nova legislação fica a possibilidade dos novos casais adoptarem. O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, João Tiago Silveira, sustentou que essa é uma questão que tem que ser debatida posteriormente.

"Tratar neste momento da questão da adopção tem vários problemas: o primeiro é que é uma questão diferente, porque há um terceiro elemento que intervém, uma criança, e é preciso ter em conta os interesses da criança; em segundo lugar, não existe um mandato democrático para isso. O debate que houve na sociedade portuguesa e na campanha eleitoral foi um debate em torno do casamento entre pessoas do mesmo sexo e não um debate em torno da adopção", disse, em declarações à TSF.


Espanha acolhe primeiro refugiado gay

“Um gay no Irão só pode estar se estiver morto”. Estas são as palavras de ‘Alí’ (nome fictício), o primeiro refugiado político em Espanha devido à sua orientação sexual, depois da aprovação de ampliação da lei de asilo político do país, ao qual estão ligados estes casos.


Este iraniano, de 36 anos, residente em Málaga, explica a necessidade de esconder a sua identidade por “medo”, porque o governo pode efectuar represálias à sua família, que continua no país de origem.

‘Alí’ assegura “estar muito feliz por poder viver em liberdade”, acrescentando que a Espanha compreende a sua situação, enquanto que no Irão “um homem não pode partilhar nada com outro ou ir a locais públicos com o seu companheiro”.

O homem, que viu agora aprovado o seu pedido de asilo político, acrescentou que de momento “não tem um companheiro”, mas tinha quando saiu do Irão.

“Não pudemos sair juntos do país. Foi tudo tão rápido que nem sei para que país ele foi, embora continue a tentar contactá-lo”.

O iraniano relembra ainda o dia em que, durante uma festa gay, a polícia iraquiana irrompeu pela sua casa, agredindo todos os que encontrou, levando-os depois para uns calabouços onde foram “torturados, agredidos e insultados” durante seis dias.

Quando o libertarem, ‘Alí’ conseguiu arranjar um passaporte e abandonou o país, para não voltar mais.

Actualmente está à procura de trabalho, numa tentativa de poder ter estabilidade na sua vida.

Sem comentários:

Publicar um comentário